Recentes

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

PENTECOSTES: FALAR EM LÍNGUAS, EVIDÊNCIA DO BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

"E todos foram cheios do espírito santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem" (At 2:4 ARC).

A evidência inicial de que alguém fora batizado no Espírito Santo, no livro de Atos dos Apóstolos, era que as pessoas começavam a falar em línguas estranhas. É evidente que existam outras evidências que posteriormente acontecem, mas falar em línguas estranhas é a inicial.

Muitos dizem: "Senti um amor tão grande." "Uma paz indizível inundou meu ser." "Parecia que eu estava extasiado." Todavia, se não falou em línguas, acredite-me, você não foi batizado no Espírito Santo!
Existem mais de duas passagens bíblicas que comprovam isso. Lembre-se que para se estabelecer uma doutrina bíblica, precisa-se comprovar por meio de, pelo menos duas Escrituras ou testemunhas bíblicas (ver MT 18:16; 2Co 13:1; Hb 10:28).

A Evidência no Dia de Pentecostes
"E todos FORAM CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO e COMEÇARAM A FALAR EM OUTRAS LÍNGUAS, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem" (At 2:4 ARC).
Aqui se cumpre a promessa do Pai de que Jesus falou (ver Lc 24:49; At 1:4-5). Foi o inaugurar de uma nova dispensação.

Filipe em Samaria
"12 Mas, como cressem em Filipe, que lhes pregava acerca do Reino de Deus e do NOME DE JESUS CRISTO, se batizavam, tanto homens como mulheres. 14 Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, ouvindo que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João, 15 Os quais, tendo descido, ORARAM POR ELES PARA QUE RECEBESSEM O ESPÍRITO SANTO. 16 (Porque sobre nenhum deles tinha ainda descido, mas somente eram batizados em nome do Senhor Jesus.) 17 Então, LHES IMPUSERAM AS MÃOS, E RECEBERAM O ESPÍRITO SANTO" (At 8:12, 14-17 ARC).

Alguém poderá dizer: "Nessa passagem não vemos nada que diz que os samaritanos tenham falado em línguas estranhas". No entanto, antes de você tirar suas ilações e estabelecer que a pessoa pode ser batizado no Espírito Santo sem falar em línguas, observe com atenção o contexto dessa passagem. Você encontrará algo muito significativo sobre um homem chamado Simão.

Também conhecido por "Simão, o mágico", ele veio a crer em Jesus através do ministério de Filipe e foi batizado nas águas. Vejamos o que aconteceu depois:

"18 E Simão, VENDO que pela imposição das mãos dos apóstolos era DADO O ESPÍRITO SANTO, lhes ofereceu dinheiro, 19 dizendo: Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu puser as mãos RECEBA O ESPÍRITO SANTO" (At 8:18-19 ARC).

Se o batismo no Espírito Santo não acompanhasse a evidência de falar em línguas estranhas, como Simão saberia que os samaritanos haviam recebido o Espírito Santo? Simão VIU alguma coisa. O versículo 18 diz: "E Simão, vendo que pela imposição das mãos dos apóstolos era dado o Espírito Santo..."
Teria que haver uma expressão visível que fez com que os sentidos de Simão registrassem o resultado de ser cheio do Espírito. Exatamente como aconteceu com os 120 no cenáculo, conforme disse Pedro:

"...Tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora VEDES e OUVIS" (At 2:33 ARC).


Continua acima...

2 comentários: